Logotipo Allameda
Home Page Quem Somos Serviços Cases Clientes Contatos
 
 
10/02/2015
Pesquisa mostra percepção do brasileiro para escândalo na Petrobras
Estudo nas mídias sociais do País acompanha 820 mil conversas a respeito da Lava Jato ao longo dos primeiros 35 dias do ano; houve mais de 100 mil menções a Dilma

Utilizando o software de pesquisas de mercado em mídias sociais NetBase – o mesmo que a chanceler Angela Merkel e o presidente Obama usam para monitorar suas campanhas eleitorais –, a Polis Consulting realizou um extenso estudo para avaliar como a população brasileira se posiciona frente às investigações em torno da Petrobras. Acompanhando mais de 820 mil conversas que tiveram como foco a Operação Lava Jato e a Petrobras, entre 1 de janeiro e 4 de fevereiro deste ano, a Pesquisa Polis Consulting mostra que com média de aproximadamente 23,5 mil publicações e posts por dia a população está de fato antenada na crise. Na nuvem de assuntos recorrentes a respeito as expressões mais utilizadas, porém, são abrangentes – com destaque para termos genéricos como “empresas”, “operação Lava Jato” e “estatal”.

Em outro ponto da pesquisa, que procurou determinar quem o brasileiro vê como envolvido no escândalo, a nuvem de termos mostra em evidência o nome Dilma Rousseff. A presidente foi tema de 101,6 mil publicações nas várias mídias sociais brasileiras.

A conexão feita pelos brasileiros entre Dilma e o escândalo foi maior até do que a associação a nomes diretamente envolvidos, como o da ex-presidente da Petrobras, Graça Foster. No levantamento, Graça ficou em segundo lugar entre os nomes mais citados, seguida por Lula, Cerveró (Nestor Cerveró, ex-diretor internacional da Petrobras) e Cunha (deputado Eduardo Cunha, do PMDB). Em total de menções, Graça teve seu nome estampado cerca de 60 mil vezes nas mídias sociais, Lula ficou com 33.328 citações, Cerveró com 27.107 e Cunha com 8.882.

A pesquisa mostra tendência de estabilidade do interesse da população no assunto durante o período, com dois grandes picos derivados de novos fatos revelados. O número de conversas envolvendo o tema começou com 18,3 mil menções dia 1 de janeiro e manteve média diária próxima a 17,3 mil citações até 28 do mês passado, quando houve o primeiro grande pico nas conversas. Nessa data, em 24 horas as menções saltaram de 19,2 mil para 66,9 mil.

O estopim foi a divulgação de queda de 11% no valor das ações da estatal. O buzz nas redes sociais foi alimentado por repercussões da notícia na imprensa, com destaques para reportagem da Folha de S Paulo sobre redução de investimentos da companhia, declarações de Augusto Nunes e Carlos Graieb em vídeo da revista Veja e várias matérias publicadas ao longo do dia no Estadão e O Globo, entre outros.

Um dos perfis sociais independentes que participou com destaque na formação da onda de buzz do dia 28 foi o Canal do Otário, site conhecido por fazer denúncias de propaganda enganosa que levou sua atenção ao escândalo e ganhou repercussão ao comentar que o dinheiro para cobrir o buraco da Petrobras sairia “dos nossos bolsos”.

Mas o maior pico de menções ao escândalo ocorreu dias mais tarde, a 4 de fevereiro. Na data, as redes sociais repercutiram fortemente a renúncia de Graça Foster. O nome da ex-presidente da estatal foi mencionado 23,2 mil vezes em apenas 24 horas. De forma mais linear, a crise da Petrobras iniciou o período sendo assunto de 18,3 mil conversas a 1 de janeiro e chegou ao fim da pesquisa com 70,4 mil menções diárias em 4 de fevereiro.

Confira nos gráficos e nuvens de termos alguns dos temas e nomes mais citados.

 

Total diário de menções de termos associados à Petrobras

 

 

 

O que foi mais falado?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quais os nomes das pessoas mais citadas?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Compartilhar



Retornar
 
 
 
Artigos
Artigos de Clientes de Allameda, especialistas em várias áreas. A republicação é livre.
Releases
Acesso a todos os press-releases e informações chave de nossos clientes.
Fotos em alta
Fotos de produtos, executivos e instalações de clientes de assessoria de imprensa.

ALLAMEDA.COM R Dr Rafael Correia 65 Cjto 4 Vila Romana | São Paulo | +55.11.3926-5580

powered by Fábrica de Tempo