Logotipo Allameda
Home Page Quem Somos Serviços Cases Clientes Contatos
 
 
15/12/2005
Hospital Santa Catarina inaugura UTI Cardiológica
Atendimento humanizado, base da filosofia de trabalho, também norteou o projeto arquitetônico e a disposição dos leitos

São Paulo – Nem só a parafernália tecnológica garante a eficiência de uma UTI. O ambiente e o atendimento também são fundamentais para a boa recuperação do paciente. É essa filosofia que norteia a UTI Cardiológica do Hospital Santa Catarina, criada para atender os pacientes no novo centro de referência cardiológica instalado no hospital.

Tecnologia é muito importante. Tanto que o novo setor tem o que há de mais moderno em equipamentos de UTI. Mas as máquinas contam com uma grande ajuda. “Quando você confina uma pessoa, ela se sente depressiva. Isso derruba a imunidade”, comenta o cirurgião cardíaco Reinaldo Wilson Vieira, gestor das UTIs do Hospital Santa Catarina. “Mas se esse paciente está em um ambiente agradável e ele confia em quem o atende, a recuperação é mais rápida”, continua.

O conceito de atendimento humanizado norteia a UTI Cardiológica desde seu projeto arquitetônico. Reuniões entre a equipe médica da Unidade e os profissionais responsáveis pela obra definiram o projeto. São leitos individualizados, laterais às janelas. Portanto, mais espaçosos, cerca de 30% maiores que os tradicionais. “Normalmente, cada leito ocupa cerca de 10m² em uma UTI. Na UTI Cardiológica do Hospital Santa Catarina, a área reservada para cada leito varia entre 13 e 14 m²”, calcula a arquiteta Célia Bertazzoli. A unidade, exclusiva dos pacientes com problemas cardíacos, tem 16 leitos.

A principal razão para o aumento do espaço é disposição dos leitos. Individualizados, eles ficam laterais às janelas. O posicionamento permite que o paciente tenha contato com o mundo exterior. Ele pode ver se é dia ou noite e até se está chovendo ou fazendo sol.

Além do fator psicológico, de sentir-se parte do mundo, a disposição lateral ajuda a manter o ciclo circadiano, também conhecido como ciclo biológico, do paciente. A luz é o principal fator de influência sobre o ciclo biológico e está diretamente relacionada aos momentos de sono e vigília e às alterações de funções biológicas como respiração, circulação e ciclo hormonal. “Na UTI humanizada, procuramos preservar o máximo possível o ciclo circadiano do paciente”, explica o cirurgião Vieira.

A decoração do espaço também foi detalhadamente estudada. O projeto considera o uso de diferentes tons de azul, ora para estimular ora para relaxar o paciente, e apresenta quadros com cenas que conectam a UTI com a vida do lado de fora.

Outras medidas também são fundamentais para o tratamento humanizado. Uma delas é manter o mesmo profissional de enfermagem no atendimento do paciente durante toda a internação. Também é fundamental conversar, explicar e tirar todas as dúvidas da pessoa internada e de seus familiares. “O principal é o contato humano”, avisa o cirurgião cardíaco Roberto Catani, chefe da UTI Cardiológica. “É preciso esclarecer, explicar os procedimentos, manter o contato com o ser humano que está sofrendo”, conclui ele.  

Informações, entrevistas e fotografias

Assessoria de Imprensa
Allameda.com - 11.3926-5580


Compartilhar



Retornar
 
 
 
Artigos
Artigos de Clientes da Allameda, especialistas em várias áreas. A republicação é livre.
Releases
Acesso a press releases e informações-chave de nossos clientes
Fotos em alta
Fotos de produtos, executivos e instalações de clientes de Assessoria de Imprensa

ALLAMEDA.COM | São Paulo | +55 11. 97999-9923

(C) 2002 ~ 2021 Allameda.com Assessoria de Imprensa